• HOME
  • /
  • Blog
  • /
  • O PAPEL ESTRATÉGICO DA INDÚSTRIA NO USO SUSTENTÁVEL DA ÁGUA
  • Blog

O PAPEL ESTRATÉGICO DA INDÚSTRIA NO USO SUSTENTÁVEL DA ÁGUA

Cerca de 70% da superfície do nosso planeta é formada por água. Este recurso natural, apesar de tão abundante e precioso, não está totalmente à disposição do consumo humano. Cerca de 98% da água da Terra é salgada e se encontra em mares e oceanos. Dos 2% que sobram apenas 0,44% encontra-se disponível para consumo dos seres vivos. Ou seja, é preciso consumir de modo consciente e preservar ao máximo as fontes de água doce que temos. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), um ser humano precisa de 110 litros de água por dia para viver com conforto e saúde. Entretanto, em virtude da desigualdade social e da falta de manejo e usos sustentáveis dos recursos naturais, estima-se que menos da metade da população mundial tenha acesso à água potável.

Como podemos ver a conta não fecha e isso tem gerado diversos problemas de escassez e racionamento de água ao redor do mundo. Tecnologias, políticas públicas e acordos internacionais têm sido criados para que haja uso e distribuição mais sustentável deste recurso, contudo ainda há muito que ser feito e o problema segue sendo crítico e afetando milhões de pessoas no planeta.

Uso da água na indústria

Ao olharmos para o setor industrial e o volume de água que ele consome, é possível perceber o tamanho da responsabilidade que ele carrega. Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura, a indústria responde pelo consumo de quase 20% de toda a água do mundo – no Brasil, o setor consome 10% da água captada para uso, sendo a maior parte destinada à fabricação de bebidas, alimentos e cosméticos.

Segundo a Confederação Nacional da Indústria (CNI), até 2050, a indústria precisará de 400% a mais deste recurso. São números expressivos que refletem a realidade de um setor que precisa investir cada vez mais em soluções capazes de usar e reutilizar a água de modo sustentável com maior economia sem perda de produtividade. O desafio é grande, mas não é impossível.

Um dos problemas responsáveis por boa parte do desperdício de água refere-se a vazamentos, equipamentos ou processos ultrapassados. Estima-se que com os ajustes necessários seja possível reduzir a perda em até 90%. Outra solução cada vez mais presente na indústria é a água de reuso, que utiliza efluentes tratados para outros fins que não precisem de água potável.

Outras iniciativas contemplam sistemas alternativos de captação de água da chuva, restritores de vazão nas águas das torneiras, produtos para limpeza/lavagem a seco, limpeza de máquinas e equipamentos a gás e conscientização de colaboradores para a economia de água.

Soluções da Cetrel para consumo sustentável

Desde sua fundação, a Cetrel sempre buscou investir em soluções sustentáveis capazes de promover o tratamento de efluentes e resíduos industriais com alta eficiência sem prejuízos ao meio ambiente. Ao longo dos anos, a empresa seguiu aprimorando tecnologias e, inclusive, adicionou ao seu portifólio soluções em reuso de água e uma unidade responsável pela captação, tratamento e distribuição de água industrial no Polo de Camaçari. 

No ano passado, por exemplo, a unidade Distribuidora de Água da Cetrel captou mais de 33 milhões de m³ de água subterrânea e de superfície, para atendimento de mais de 40 indústrias no Polo de Camaçari – volume equivalente a cerca de 13 mil piscinas olímpicas.

Sem perder de vista seu compromisso com a sustentabilidade, o uso dessa água é feito mediante licenças concedidas pelo órgão ambiental para a captação sustentável de volumes predefinidos. O reuso de água também é uma pauta para a Cetrel, que investe cada vez mais em ações para o reaproveitamento de parte dos efluentes gerados nos processos, promovendo a economia circular.

”Uma vez captada, a água é encaminhada para tratamento industrial em processos de potabilização, clarificação e desmineralização para posterior distribuição, garantindo segurança operacional às indústrias atendidas. Neste sentido, somente em 2021 a produziu e distribuiu mais de 21 milhões de m³ de água clarificada, quase 10 milhões de m³ de água desmineralizada e pouco mais de 1 milhão de m³ de água potável” explica Cristina Maretti, gerente da Unidade de Água da empresa.

Em 2022, a empresa segue consistente em seu compromisso de buscar formas cada vez mais sustentáveis de uso da água, de modo a garantir a perpetuidade deste bem tão precioso.

TAGS: 
  • Tratamento de Água e Efluentes

Leia Também

Ligamos para você

Insira seus dados para que possamos entrar em contato com você.