• HOME
  • /
  • Blog
  • /
  • Ligação entre mudança climática e segurança hídrica é cada vez mais clara
  • Blog

Ligação entre mudança climática e segurança hídrica é cada vez mais clara

As mudanças climáticas já estão alterando o ciclo da água, mudando a disponibilidade, confiabilidade e qualidade da água disponível para beber, agricultura, indústria e meio ambiente

Por Claudia Caruana*, SciDev.Net

A disponibilidade e a qualidade da água serão cada vez mais afetadas pelas mudanças climáticas , colocando as comunidades vulneráveis em risco, a menos que medidas sejam tomadas agora para construir resiliência, alertam os pesquisadores.

Melhorar o acesso às informações climáticas locais e medir o impacto do clima no abastecimento de água é essencial para o avanço da segurança hídrica conforme as temperaturas globais aumentam, de acordo com o Relatório de Segurança da Água para Resiliência Climática (Water Security for Climate Resilience Report), divulgado este mês pelo programa de pesquisa REACH liderado pela Universidade de Oxford.

Diz que embora o efeito do clima nas secas e inundações seja bem conhecido, os impactos nas vidas e meios de subsistência a nível da comunidade são frequentemente contornados.

“O impacto das mudanças climáticas nos sistemas hídricos continuará a aumentar, ameaçando a vida das pessoas e sua qualidade de vida, ameaçando a produtividade econômica dos países.” Katrina Charles, codiretora do programa REACH da Universidade de Oxford

A autora principal do relatório, Katrina Charles, professora e pesquisadora sênior da Universidade de Oxford e codiretora do REACH, disse à SciDev.Net que os pesquisadores trabalharam para entender “como podemos melhorar a segurança da água para todos, incluindo os mais vulneráveis pessoas”.

“Melhorar a segurança da água ajudará a mitigar os impactos das mudanças climáticas”, disse ela, acrescentando: “Sem isso, as pessoas ficarão muito vulneráveis à escassez de água, às mudanças na qualidade da água, às inundações.

“[A pesquisa] nos ajudou a entender […] não apenas os impactos de grandes eventos como enchentes e secas, mas os impactos muito mais complexos das mudanças no clima na vida das pessoas.”

O relatório cita o exemplo de Bangladesh, onde condições climáticas mais extremas levarão à piora da qualidade da água, com impactos na saúde das pessoas à medida que chuvas intensas aumentam a contaminação da água potável. Em períodos mais secos, há menos diluição das águas residuais industriais nos rios, expondo também as pessoas a concentrações perigosas de metais pesados.

Charles diz que as mudanças climáticas já estão alterando o ciclo da água, mudando a disponibilidade, confiabilidade e qualidade da água disponível para beber, agricultura, indústria e meio ambiente.

“O impacto das mudanças climáticas nos sistemas hídricos continuará aumentando, ameaçando a vida das pessoas e sua qualidade de vida, ameaçando a produtividade econômica dos países”, acrescentou. “Precisamos agir agora para melhorar a segurança da água para ajudar a melhorar a resiliência climática.”

A pesquisa surge no momento em que o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU alertou em um relatório histórico esta semana que eventos climáticos extremos, como ondas de calor, enchentes e secas estão se tornando mais frequentes e intensos.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e o UNICEF também alertaram recentemente que o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável seis das Nações Unidas, para o acesso universal à água potável e saneamento até 2030, será perdido, a menos que a taxa de progresso quadruplique.

Decisões baseadas em dados

O relatório REACH enfatiza que os riscos climáticos e hídricos são experimentados de forma desigual, com complexos mecanismos físicos, políticos, sociais, comportamentais e ambientais que influenciam a segurança hídrica das comunidades urbanas e rurais.

Os pesquisadores dizem que, embora “as instituições de água estejam trabalhando em prol da resiliência climática para gerenciar os riscos dos choques e da variabilidade climática […] mais precisa ser feito para integrar a resiliência climática às políticas e práticas da água”.

Os autores recomendam que uma análise de risco climático mais granular ou local seja realizada para garantir que os dados sejam relevantes para comunidades específicas. E eles sugerem melhorar as métricas para monitorar a resiliência climática para rastrear o progresso e informar as decisões de investimento.

Novos modelos institucionais também são necessários para melhorar a segurança da água e facilitar decisões resilientes ao clima, dizem eles.

Derek Vollmer, diretor sênior de ciência de água doce da Conservation International, diz que o relatório é importante por causa de sua ênfase na natureza local das questões de segurança hídrica.

“As [três] recomendações principais do relatório são um bom começo”, disse ele. “Cada um deles implica pensamento e investimentos de longo prazo, mas com o objetivo de construir capacidade local duradoura.

“A mudança climática está introduzindo mais incerteza em nossos sistemas de água. Os tomadores de decisão locais e regionais precisarão ser equipados com as informações e as ferramentas para explorar medidas de adaptação e ter um ambiente de política de apoio que lhes dê a flexibilidade para gerenciar seus recursos para resiliência. ”

A ligação entre mudança climática e segurança hídrica está se tornando cada vez mais clara, de acordo com Vollmer. Mas ele acrescentou: “Como os autores enfatizam, esses impactos serão diferentes entre locais, estações e até mesmo subpopulações dentro de um lugar específico.

“Investir recursos em modelos climáticos regionais mais precisos é necessário para fornecer previsões robustas para precipitação e fluxo de água, que são blocos de construção no planejamento de resiliência.”

 

Henrique Cortez *, tradução e edição.

Leia Também

Cadastre seu e-mail para receber materiais, informativos e novidades da Cetrel em seu e-mail.

Rod BA 530 Via Atlântica, SN, Polo Industrial de Camaçari, Camaçari, Cep 42.816-280

CETREL 2019. Todos os direitos reservados.

Ligamos para você

Insira seus dados para que possamos entrar em contato com você.