Desde 1993 a Cetrel atua como responsável pelo Programa de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Polo de Camaçari. Entre as principais ações desenvolvidas pelo Programa encontra-se o monitoramento da qualidade e o uso sustentável do aquífero São Sebastião, sinalizando para o cliente informações de gestão da oferta e demanda hídrica e elaborando análises de risco de escassez hídrica, auxiliando decisões de investimento em perfuração de poços, construção de adutoras, ou mesmo projetos para regularização de vazão fluvial e projetos de reúso de água.

O QUE FAZEMOS:

 

  • Monitoramento e gestão de recursos hídricos subterrâneos e superficiais
  • Monitoramento oceanográfico
  • Elaboração e otimização de programas de monitoramento baseados nas metodologias da EPA long-term monitoring optimization (LTMO) e Geospatial Analysis for Optimization at Environmental Sites.

CASE DE REFERÊNCIA:

Desde 1993 a Cetrel atua como responsável pelo Programa de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Polo de Camaçari. Entre as principais ações desenvolvidas pelo Programa encontra-se o monitoramento da qualidade e o uso sustentável do aquífero São Sebastião, sinalizando para o cliente informações de gestão da oferta e demanda hídrica e elaborando análises de risco de escassez hídrica, auxiliando decisões de investimento em perfuração de poços, construção de adutoras, ou mesmo projetos para regularização de vazão fluvial e projetos de reúso de água.

O programa é responsável pelo monitoramento de diversos poços e implementação de sistemas de contenção de migração de contaminações, tais como: sistemas de Barreira Hidráulica. O gerenciamento contempla a identificação e eliminação das fontes de contaminação, primárias e secundárias.

 No âmbito de monitoramento oceanográfico, a CETREL já realiza campanhas periódicas de monitoramento desde 1990, onde são avaliados aspectos químicos, físico-químicos, sedimentológicos, biológicos e de oceanografia física (correntes marítimas e ventos). Reunindo experiências em Arembepe, Aratu, Salvador, Rio das Ostras e Maceió.

METODOLOGIAS ADOTADAS

  • Identificação e eliminação das fontes de contaminação, primarias e secundarias.
  • Racionalização e otimização do uso da água na região
  • Remediação do solo e das águas. 
  • Barreira Hidráulica.
  • Metodologias de avaliação de riscos hídricos.
  • Monitoramento oceanográfico.

Ligamos para você

Insira seus dados para que possamos entrar em contato com você.