notas e notícias

Equipamentos SODAR e RASS são instalados na área da Cetrel

23 novembro de 2017
  • imprimir
  • voltar

A Cetrel iniciou o monitoramento de dados meteorológicos de altitude, com uma nova estação, composta dos equipamentos de sondagem, SODAR e RASS. Estes equipamentos medem o perfil vertical da atmosfera e são capazes de gerar variáveis meteorológicas relevantes na determinação do transporte dos poluentes e sua dispersão. Também proporcionam o conhecimento dos fatores que contribuem para a diluição na atmosfera como: a velocidade do vento, estabilidade atmosférica, inversões térmicas, e informações da estrutura da Camada Limite Atmosférica (CLA), usualmente conhecida como camada de mistura.

O responsável pela área de Gestão Ambiental da Cetrel, Eduardo Fontoura, salienta que o equipamento já está em operação, em fase de validação dos dados, que serão de importante utilidade na gestão ambiental do polo.

“Já existem outras entidades com interesse em utilizar os dados, como aeroportos, por exemplo. Isso porque o equipamento é o único com estas características na região, sendo o único no Norte Nordeste similar a este. É um marco na gestão das questões de emissão atmosférica e meteorológicas, que nasceu de uma necessidade de aprimorar a gestão”, aponta.  

Lucimary Cardoso, Meteorologista da Cetrel, explica que “A poluição do ar está diretamente relacionada com o comportamento diário das condições meteorológicas, e poder acompanhar esses sistemas através de equipamentos tão avançados é um projeto inovador e desafiador. Sinto-me privilegiada em ter a oportunidade de aplicar essas técnicas da meteorologia aqui na Cetrel para o Polo industrial de Camaçari”, pontua. 

A instalação destes equipamentos proporcionará uma contribuição significativa e será um diferencial na avaliação da dispersão de contaminantes na área de influência do Polo Industrial de Camaçari (PIC), buscando a caracterização do comportamento atmosférico da região. Outra finalidade de aplicação dos dados oriundos da operação dos sistemas SODAR e RASS é a utilização destes na modelagem da dispersão das emissões industriais, tornando os modelos matemáticos mais assertivos e confiáveis.

 Métodos

 O SODAR (Sound Detection and Ranging) é um avançado e eficiente instrumento acústico para medição remota de perfis tridimensionais de velocidade e direção do vento, bem como características de turbulência na baixa atmosfera, além do perfil térmico vertical obtido pela extensão RASS (Radio Acoustic Sounding System).

Eles funcionam similarmente aos radares meteorológicos (Radio Detection and Ranging), mas são as ondas sonoras que são utilizadas para a detecção. No SODAR, várias frequências de som são emitidas no mínimo em três e máximo em cinco direções.

O diferencial na utilização destes equipamentos é sua grande resolução espacial, onde a altura de medição pode ser configurada de 40 metros a 2 mil metros acima do solo, com camadas verticais de 20 metros e variação temporal entre 15 minutos e uma hora. Esse tipo de equipamento pode ter abrangência de um raio de até 50 km.

Lucimary Cardoso(GAM), Agostinho Pereira(Manutenção) integrantes da Cetrel