CIPA realiza palestra sobre o Maio Amarelo com Rodrigo Ramalho - Cetrel
notas e notícias

CIPA realiza palestra sobre o Maio Amarelo com Rodrigo Ramalho

11 junho de 2018
  • imprimir
  • voltar

Como parte da Campanha do Maio Amarelo de 2018 da Cetrel, organizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidente (CIPA), a empresa recebeu nas unidades CTR e ETE, nos dias 24 e 25 de maio, a palestra do educador de trânsito, Rodrigo Ramalho. Com a temática Nós Somos o Trânsito, da ação nacional do Maio Amarelo, o professor focou na importância de ter conhecimento técnico, além de consciência no trânsito para que acidentes sejam evitados.

“Não basta que a pessoa seja consciente e não tenha conhecimento técnico, e não basta que a pessoa tenha conhecimento técnico e não tenha consciência. Um deve ir alavancando o outro, para que possamos estar mais fortalecidos nos desafios que encontrarmos lá fora”.

Os Integrantes lotaram os auditórios e foram convidados a interagir, respondendo à um quis com a simulação de acidentes e perguntas de como se prevenir de colisões. De acordo com Ramalho, as colisões frontais são as que mais matam condutores e passageiros.

Vítima deste tipo de acidente, a Integrante da área de Suprimentos da Cetrel, Raqueline Souza, foi convidada pelo professor para prestar um depoimento, contando a sua história e incentivando a segurança no trânsito. Com a sua experiência, ela enfatiza a importância do uso do cinto de segurança. “Foi tudo muito rápido, em um segundo. Se eu estivesse sem o cinto de segurança, teria morrido porque eu seria projetada. O cinto me salvou”, contou emocionada.

Outra estatística, segundo Ramalho, é o grande número de acidentes ocorridos em locais próximos ao destino, caso também experienciado por Raqueline, que sofreu a colisão frontal chegando ao local destinado. Segundo ele, isso se dá porque “muitos acidentes acontecem em baixa velocidade. Parece que a gente mantém um nível de atenção alto quando está conduzindo, mas vai relaxando quando vai chegando próximo”.

Durante a palestra, Ramalho enfatizou, ainda, que a necessidade de ter cuidado e proteção no trânsito não deve ser lembrada apenas no mês de maio, mas todos os dias. “Em todos os momentos da nossa vida há a necessidade de estarmos pensando na nossa segurança e na nossa proteção”, disse.

De acordo com os dados da campanha, 105 pessoas por dia se tornam vítimas fatais no trânsito. “Nós precisamos refletir e conhecer quais são os nossos verdadeiros objetivos, não só desenvolvendo a nossa consciência, mas o nosso preparo para enfrentar uma situação de perigo”, finalizou o professor

No final do evento, foram anunciados os vencedores do Concurso Fotográfico realizado pela Cipa, com o tema Condições e Atos Inseguros no Trânsito. As três melhores fotos foram escolhidas. A coordenadora de gestão ambiental e monitoramento oceanográfico, Catarina Garófalo ganhou em 1º lugar. Na 2ª colocação ficou Fernando Cerqueira Filho, parceiro da WMK. O 3º lugar ficou para Ismael Martins, Estagiário do GAM.